ICANN 67: Dia 3

Por Nivaldo Cleto*

Há anos os membros brasileiros da Business Constituency (BC) lutam pelo avanço do projeto de dados abertos da ICANN (Open Data Platform, ODP), que passou por diversas alterações e atrasos ao longo do tempo. Estivemos presentes em diversas reuniões e contribuímos para comentários sobre o projeto, inclusive participando da escolha de quais dados deveriam ser priorizados em termos de disponibilização ao público.

A reunião 67, originalmente sediada no México, tinha incorporada em sua programação um evento oficial de lançamento do sistema. No entanto, devido ao caráter virtual que a reunião acabou assumindo, tivemos apenas uma apresentação remota das funções disponíveis. Mesmo assim, estamos muito satisfeitos com o fato de que a página finalmente está no ar em https://opendata.icann.org/pages/home-page/

Com esse sistema se tornou muito mais fácil estudar o que ocorre no ambiente ICANN, permitindo que pesquisadores independentes olhem para os dados e façam análises relevantes. Nesse lançamento já temos acesso a dados relacionados à saúde do DNS, indicadores do mercado de nomes de domínios e alguns dados provenientes de registries e registrars. Ainda estão por vir diversos outros dados, inclusive alguns que consideramos de alto interesse, como os do Domain Abuse Activity Reporting (DAAR).

Para termos um exemplo da operação do sistema, podemos olhar para a tabela abaixo, sendo gerada em tempo real a partir do sistema da ODP. Ao invés de ter de buscar um PDF contendo os dados do crescimento de nomes de domínio por categoria e correr o risco de ainda serem dados desatualizados, podemos simplesmente procurar por eles na plataforma e obter a versão mais recente compilada pela ICANN.
(É preciso estar conectado ao sistema para visualizar o html abaixo)

Entre 2016 e 2019 vemos um crescimento expressivo (em comparação a sua performance anterior) dos chamados novos TLDs, com destaque especial para aqueles de marcas, os “.brands”, com 39% de crescimento. Mesmo os TLDs antigos, que ocupam a maior parte desse mercado, conseguiram crescer 2%. Esse tipo de dado ser tão fácil de consultar é uma inovação muito positiva do sistema ICANN como um todo.

Continuaremos a acompanhar o progresso do projeto conforme ele evolui e cresce.

*Nivaldo Cleto é Conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br e membro da ICANN Business Constituency